SÉRIE "DIÁLOGOS OPRESSORES": MANIPULAÇÃO E TERRORISMO AMBIENTAL - OLHAR CONSERVADOR

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

SÉRIE "DIÁLOGOS OPRESSORES": MANIPULAÇÃO E TERRORISMO AMBIENTAL


(Um bate-papo fictício sobre uma manipulação real)


REAÇA: Meu amigo Conserva, você tem acompanhado esse terrorismo ambiental propagado pela mídia nos últimos dias?

CONSERVA: Gostei de sua definição. É realmente um terrorismo ambiental. Mas o que tem me chamado a atenção é o caso dessa ecoativista sueca de 16 anos.

REAÇA: A Greta Thunberg?


CONSERVA: Sim, a adolescente Greta Thunberg. Uma certa curiosidade me levou a pesquisar melhor como tudo começou, quem está por trás dessa iniciativa e quem financia tudo isso.

REAÇA: Pois é, meu amigo, não existe almoço grátis.

CONSERVA: As minhas pesquisas indicam que tudo começou em meados de agosto de 2018. A ainda desconhecida Greta Thunberg, então com 15 anos, acampou do lado de fora do parlamento da Suécia, tendo ao seu lado uma placa escrita à mão com os dizeres “Skolstrejk för Klimatet” (“Greve da escola pelo clima”).


REAÇA: Essa atitude tão nobre iria comover a todos, afinal, o planeta está à beira de um colapso, certo?

CONSERVA: Pelo menos essa é narrativa que os ECOTERRORISTAS orquestraram. Os atores desse teatro já conhecemos: a mídia esquerdista, os partidos progressistas, as ONGs ambientalistas e, principalmente, os mega capitalistas que buscam implementar a agenda da Governança Global.

Quando eu me refiro à orquestração desses grupos, tomo como exemplo o fato de que a jovem Greta, depois de conquistar as manchetes dos principais jornais, já é apontada como uma provável candidata ao Prêmio Nobel da Paz.  O que muitos não sabem é que sua audácia já havia sido coordenada com bastante antecedência. Segundo o The Sunday Times, tudo fora arquitetado por grandes lobbies e empresas de energia verde que usariam a jovem de 16 anos como ponta de lança para facilitar a transição para a nova matriz energética.

REAÇA: Esse corporativismo verde, se assim posso denominar, tem alguma relação com o magnata sueco Ingmar Rentzhog?



CONSERVA: O termo corporativismo verde está corretíssimo. Quem é Ingmar Rentzhog? De acordo com o The Sunday Times , trata-se do CEO de um Think Tank (laboratório de ideias e pesquisas) do qual participam, como membros, políticos social-democratas suecos e executivos de grandes empresas de energia do país. Qual sua ligação com Greta Thunberg? No mesmo dia em que a jovem iniciou sua famosa greve escolar perante o Parlamento da Suécia, o magnata postou uma foto em sua página no Facebook. Naquela mesma tarde o jornal Dagens Nyheter - o de maior circulação no país – deu destaque à história de Greta.

Ainda sobre Ingmar Rentzhog é preciso registrar que este foi treinado por Al Gore, ex-presidente dos EUA no governo Bill Clinton, principal defensor da agenda climática.



REAÇA: Tudo indica, então, que toda essa história de greve pelo clima não passa de uma farsa.

CONSERVA: Os fatos indicam que sim. O ativismo de Greta Thunberg foi arquitetado com muito cuidado. Em maio de 2018, a menina foi premiada num concurso de redação ambiental organizado pelo jornal Svenska Dagbladet.  Após o concurso entrou em cena o ativista Bo Thoren, líder do grupo local Fossil Free Dalsland, que contatou os vencedores e outros jovens ativistas para falar sobre como envolver e obter ajuda de jovens para aumentar o ritmo da transição para uma “sociedade sustentável”.


Entre as propostas de Thoren, estava uma greve escolar inspirada nas manifestações dos estudantes sobreviventes do massacre do Parkland Institute na Flórida - que ocorreu em fevereiro daquele ano.  Greta estava convencida da ideia de uma greve e decidiu colocá-la em prática.

Da mesma forma, Rentzhog conheceu a família de Greta meses antes da primeira greve escolar. Segundo ele o encontro se deu por “coincidência” numa conferência sobre o clima em Estocolmo.

REAÇA: Santa coincidência, Batman.

CONSERVA (risos): Pois é, meu amigo. Quando se trata dos pais da jovem Greta as coisas ficam ainda mais suspeitas.

Comecemos por sua mãe. Malena Ernman era cantora de ópera, tendo inclusive concorrido à Eurovisão, mas abdicou da sua carreira para seguir os passos de Greta, que foi diagnosticada com síndrome de Asperger. Da noite para o dia, Malena transformou-se em vegana - não come carne, peixe, nem derivados de animal - e escreveu o livro Scenes From the Heartortugal, tendo saído para venda logo uma semana depois de a filha ter empunhado os cartazes a favor de uma greve mundial. É isso mesmo, uma semana depois.


REAÇA: Essa cantora não é aquela que divulgou um clipe com o símbolo ONE EYE (um olho)? Nesse caso, qual a relação entre ambientalismo e esoterismo?

CONSERVA: Em se tratando da família Thunberg, confesso que não tenho uma resposta precisa quanto a relação entre ativismo ecológico e esoterismo. O que observo é que o símbolo ONE EYE será recorrente em muitas ações ligadas a Greta Thunberg. E por falar em ONE, devo salientar que a jovem ativista está sempre acompanhada de um membro da ONE CAMPAIGN, uma ONG que tem como cofundador o cantor Bono Vox, mas financiada por George Soros. A que se propõe essa ONG? “Acabar” com a pobreza extrema e as doenças evitáveis até 2030.




REAÇA: Outra coincidência, Batman!

CONSERVA (mais risos): E o membro da ONE CAMPAIGN  que está sempre ao lado de Greta, sussurrando-lhe ao ouvido, é a ativista Luisa-Marie Neubauer, uma jovem alemã de 23 anos.




Há que se registrar também que a família Thunberg flerta com a ANTIFA, uma organização de extrema esquerda. Sim, os pais de Greta são militantes radicais.


REAÇA: E pensar que toda essa trama é orquestrada.

CONSERVA:  E pensar também que toda essa orquestração visa poder e dinheiro. Você se lembra da expressão usada pelo presidente francês com relação às queimadas na Amazônia?

REAÇA: Sim. Como esquecer do “nossa casa está em chamas” do monsieur Macron?

CONSERVA: O que muitos não sabem, meu amigo, é que esse cinismo vem sendo ensaiado há muito tempo.





REAÇA: E essa farsa culminou no evento que assistimos recentemente na ONU.

CONSERVA: Por que será? A resposta é simples. A ONU é o palco onde se ensaia e encena o plano de governança global. Alguns atores são apenas marionetes a serviço dos verdadeiros roteiristas.


E para encerrarmos esse papo opressor devo-lhe informar, meu amigo REAÇA, que a família Thunberg tem um bisavô ganhador do prêmio Nobel de Química em 1903. Trata-se do cientista SVANTE ARRHENIUS, que em 1896 já falava sobre o efeito estufa. Ou seja, a menina tem lastro.

REAÇA: Caro Conserva, definidamente o que tenho a dizer é... “santa manipulação, Batman!”


Nenhum comentário:

Postar um comentário